quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Uma visão comum para quem está de fora



Era um lugar alegre
Havia bancos, tapete e um quadro
Era estreito e aconchegante
Sentia-me leve e desarrojado

Não tinha luz
mas os vagalumes apareciam no poente
As cigarras chegavam na lua
e começavam o jogo de sedução sinfônico

Comprei lâmpadas
Quebrei paredes
Liguei Queen no último volúme
Mas a solidão foi a mesma

O que mudou?
Apenas alguém deixou o jogo
E causou tamanho estrondo
E foi apenas isso: menos um.

Existem tantos
Mas você causou tamanho estrondo
Os outros são figurantes
É errado pensar num final feliz?
Ou talvez pirar por causa dele,
-Internem a atriz
É o que está no roteiro?
Tudo estava escrito? Não, nunca estiveram
Só queremos acreditar num final feliz.